Uniao de Blogueiros Evangelicos

O ministério de Jesus foi marcado por grande sinais, milagres e maravilhas, na ocasião do texto ora aplicado encontramos Jesus entrando na cidade de Naim, esse pequeno vilarejo distava 12 Km de Jerusalém, no momento que Cristo chegava algo de grande tristeza havia acontecido, uma viúva tinha perdido seu único filho. O que mais me surpreende nesse fato verídico é que ela estava saindo da cidade com grande choro acompanhada por uma grande multidão que chorava também a sua dor, enquanto ela saia chorando Jesus chegava com uma grande multidão que se alegrava com sua presença trazendo praquela cidade a alegria furtada naquele momento pela a mais cruel das circunstancias da vida (morte). 

ONDE JESUS ESTAVA UMA GRANDE MULTIDÃO O ACOMPANHAVA
No exercício de seu ministério terreno Jesus sempre teve uma grande multidão lhe seguindo, Mc 12. 37b; 8. 2, 9. eram pessoas desejosas, no anseio de receber de Deus através de Cristo a benção tão desejada, com a esperança que as não confundiam, certos de que estavam trilhando para o alcance das promessas com alegria e paciência, Rm 12. 12. Erram pessoas esperançosas convictas na certeza do cumprimento e desejo de seus corações, a esperança é uma virtude mencionada em 1Co 13. 13, está firmada na confiança inabalável em Deus por intermédio de Cristo Jesus que é nossa esperança, Rm 15. 13; 1Tm 1. 1; Cl 1. 27, o autor aos Hebreus é feliz em dizer que a esperança é a ancora de nossa alma, Hb 6. 18-20. Era essa a característica daquela multidão que não se cansava de seguir a Jesus, quer fosse no deserto em pleno dia de sol, quer fosse no relento de uma noite fria, o que eles queriam era  estarem perto de Jesus. Que seja essa nossa atitude de fé e esperança em esta perto de nosso Senhor Jesus Cristo, Hb 4. 14-16.
A REALIDADE CRUEL DAQUELA VIÚVA
A Bíblia limita-se em dizer o nome daquela viúva de Naim, mais conta sua realidade, ela já tinha perdido seu esposo e agora acabara de  perder seu único filho, seu filho que era seu companheiro, amigo e amparo na vida difícil que levava, era tudo que ela tinha de precioso mais agora não existia mais. A angustia e desespero dominava seu ser, sua alma estava angustiada diante de toda aquela realidade cruel em que estava vivendo, ela tinha agora a missão mais humilhante a terrível, sair da cidade e sepultar seu filho, momento difícil estava passando aquela mulher, a multidão que a acompanhava estava entristecidas com sua realidade, é natural esse atitude pois a Bíblia ensina-nos a chorar com os que choram, Rm 12. 15. a multidão que lhe acompanhava estava sentido a sua dor, todos estavam inconformado com tanto sofrimento que seja esse nosso sentimento em saber do sofrimento de nossos irmãos, sentir o mesmo pesar, a mesma dor e angustia pois esse é o real sentido de amor ao próximo, Mt 19. 19, sentir a mesma dor como se fosse a nossa dor, Jesus diz em Jo 15. 12 que é mandamento, ordenança amar uns aos outros. Aquela multidão sabia muito bem o peso do sofrimento daquela mulher, mais o que estamos vendo hoje é o exclusivismo, partidarismo em nosso meio e não queremos ser participantes das aflições de nossos irmãos, muito até diz "cada um por si" totalmente contrario ao que ensina a palavra de Deus, que nos estimula a levar a carga uns dos outros, Gl 5. 2, 9.    
JESUS NOSSA ESPERANÇA VIVA
A multidão carregada de incertezas e desiludida com a realidade da morte encontra-se agora com uma multidão cheia de esperança e alegria. Os protagonistas dessa historia estão a frente dos dois grande cortejo, Cristo com todo povo alegre e cantando pois na presença de Jesus não há espaço para a tristeza, Isaias profetizou que na presença Dele todos se alegrariam, Is 9. 3. a viúva por sua vez junto com multidão que lhe acompanhava esta cabisbaixa sem ainda aceitar tão cruel momento de sua vida, mais toda esse insatisfação estava por ter fim, no Vs 13 declara-nos que: Jesus "vendo-a, moveu-se de intima compaixão e disse não chores". Esse foi o sentimento de Cristo diante do sofrimento da viúva, "compaixão". Esse sentimento denota um  sentimento de pesar que em nós desperta ao ver o sofrimento de outrem, Jesus sentiu a mesma dor daquela viúva ao ponto de dizer "não chores", amados de Deus Cristo sente a nossa dor, as nossas desilusões e sofrimento e nos diz agora "não chores". Aleluia agradável é servir a esse Senhor que cuida nós e na hora de grande desespero em nossa vida ele se apresenta para nos socorrer, gloria d Deus para sempre, observe que o Vs 13 começa dizendo: "e vendo-a..." hei Jesus está vendo toda nossa angustia, Sl 12. 5; Is 49. 16. A bíblia diz que Deus é pai dos órfãos e juiz das viúvas, Sl 68. 5. Em seguida Jesus aproximando-se do caixão tocou e disse ao moço "levante-se"
Cristo estava trazendo de volta a perda daquela viúva, os sonhos e projetos estavam sendo restaurados, a alegria de viver estava de volta ao seu semblante, as lagrimas não eram mais de tristezas e incertezas e sim de gratidão em saber que  Jesus parou e lhe deu atenção trazendo-lhe seu filho de volta a vida, e a multidão vendo tudo que tinha acontecido glorificavam a Deus pela vitória daquela mulher, o pranto que tomou conta da multidão triste transformou em um coral de glorias ao Pai Eterno. O nome de Jesus foi glorificado na vida da viúva de Naim e será glorificado na sua também, creia Deus pode e quer realizar o milagre em sua vida, o que foi que você perdeu conta pra Ele, Ele pode te restituir, receba essa palavra profética em nome de Jesus Cristo que te diz agora "não chores eu sou contigo".

                                                                    Autor: Dc. Samuel Benedito

Exibições: 83

Comentar

Você precisa ser um membro de Uniao de Blogueiros Evangelicos para adicionar comentários!

Entrar em Uniao de Blogueiros Evangelicos

Comentário de guiomar soares ferreira em 19 novembro 2013 às 14:59

Meus irmãos serm Jesus ninguém pode viver, sem Jesus não somos nada, ELE nos sustenta, para que não nos cairmos, e se por um acaso nos viermos a cair Cristo nunca deixa, mas devemos ter cuidado para que nunca  entrertecer a ELE , devemos sempre procurar fazer tudo para alegria de Cristo. Cristo sente tudo que nos sentimos, e se por um acaso vier a maltratar nossos irmãos  Cristo foca triste conopsco também.

Comentário de Recanto Blessing em 17 novembro 2013 às 9:47

Ore para esse livro chegue aos milhares e milhares de pastores evangélicos que precisam de restauração no seu ministério. Ed de livro é a revelação de Deus para os dias atuais, capaz de trazer restauração para vidas, famílias, ministérios e igrejas... Você sobre perseguição e dificuldades em seu Ministério, então não deixe de Ler esse Livro: Rabiscos de Deus-Aluisio Nogueira - Editora Ágape: Acesse:

http://www.dino.com.br/releases/editora-agape-lanca-livro-com-histo...

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem...

Uma incrível história, um final emocionante!
Um livro que cativa o leitor a cada capítulo. Muita ação e suspense que prendem o leitor e após alguns capítulos fica difícil parar a leitura. A curva dos acontecimentos na história são alucinantes e pegam o leitor de surpresa. Um passeio quase imperceptível pelo universo espiritual, num exercício de Fé e Amor à Deus, ao próximo, e a Vida!

Sem dar protagonismo a Anjos e Demônios, o autor retrata os acontecimentos e identifica o leitor com a realidade, tendo o Brasil como pano de fundo, os acontecimentos recentes, a corrupção, escândalos religiosos, corrupção na igreja, na política e os envolvimentos que permeiam esse universo e nos conduz a verdades sobre o amor de Deus e as respostas que buscamos para as injustiças que vivenciamos ou vemos todos os dias.

O autor consegue trazer clareza a questões complexas da vida, de forma leve e simples responde a questões com sutileza e sensibilidade única. O livro cumpre ao que se propõe de forma maravilhosa! De fato, traz revelações profundas sobre questões relacionadas a vida, e o faz de forma intensa e prazerosa. Simone Prestes

© 2014   Criado por UBE/Administrador.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço