Uniao de Blogueiros Evangelicos

MÃOS SUJAS QUE CONTAMINAM SEU INTERIOR E SEU SACRIFICIO

 Me recordo quando criança ,minha mãe sempre me falava . Filho , vai lavar as mãos antes de se alimentar. Pois se alimentar com as mãos sujas , leva para seu corpo bactérias que podem se muito nociva . Te pergunto . Faz mal comer com as mãos sujas? Lavar as mãos direitinho com água e sabonete, antes das refeições, tem algum valor prático ou é apenas um costume sem sentido trazido de fora e ensinado a nós desde pequenos? Seria o ato de lavar as mãos apenas um ritual desprovido de importância médica como tantos outros? Na verdade, comer com as mãos sujas não é bom por duas razões principais: Primeira razão: a sujeira, com sua aparência e o seu cheiro desagradáveis, não é bela. Ou você é capaz de ver alguma beleza no que é sujo? As mãos sujas incomodam àqueles que as vêem durante as refeições porque transmitem a idéia de falta de higiene pessoal, desleixo, pouco caso e preguiça. Comer com as mãos sujas causa um profunda má impressão às pessoas civilizadas em qualquer cultura. Segunda razão: a sujeira tem microrganismos que você não vê, mas que estão lá em grande número e podem causar doenças. São os chamados micróbios —bactérias, fungos, vírus e protozoários— nomes complicados que traduzem o mesmo significado: são seres vivos muitíssimo pequenos que podem carregar doenças até graves, como salmonelose, que causa diarréia, hepatite, verminoses várias, e outras tantas doenças. Lavar as mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro não é um costume sem sentido, mas um hábito que reflete higiene e saúde. Tanto quanto beber água filtrada, lavar as verduras e escolher o arroz. Eu me pergunto , se é tão perigoso comer ou se alimentar com as mãos sujas , quanto será perigoso apresentar sacrificios diantes de Deus com suas mãos sujas e contaminadas pelas sujeiras desse mundo ? Nos altares temos lideres que não estão somente com as mãos sujas , mas com o corpo todo , levitas , cantores , musicos , pregadores intinerantes etc. Pessoas que não tem mais temos de Deus , e vivem como se nenhum mal lhe fosse acontecer. Vivem as sujeiras do mundo e logo em seguida sobem aos altares para oferecer sacrificios sujos a Deus , Pois as mãos sujas contaminam também os sacrificios. Quando em um ato de fé aceitamos o sacrifício vicário de Jesus Cristo na cruz do calvário nos tornamos participantes do Reino de Deus, isto é, decidimos por um novo estilo de vida. Esta nova forma de viver é intitulada caminhada cristã. A caminhada cristã nos assegura uma vida agraciada pelos favores de Deus, embora não se limite a eles, uma vez que não somos isentos dos obstáculos existentes no caminho. O próprio Jesus afirmou: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16:33). O Apóstolo Paulo escrevendo aos Coríntios afirma “Ao contrário de muitos, não negociamos a palavra de Deus visando lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus.” (2 Co2:17).: No grego a palavra negociar se refere a fabricantes de vinho que faziam uma pequena fraude. Eles diluíam o vinho e o faziam passar por um vinho puro. Aqui observamos o apóstolo nos advertindo para não violarmos a integridade da palavra de Deus. Nos versículos três e quatro do Salmo 24 o salmista nos instrui acerca das condições exigidas para adentrar e para permanecer na presença de Deus. Não há como burlar, fraudar ou mesmo negociar as condições estabelecidas na Palavra de Deus. É necessário sim ter as mãos limpas e o coração Puro independente das circunstâncias vividas. O coração é a sede das vontades, das razões e decisões de uma pessoa, já as mãos apontam para a produção, para o trabalho, para o desafio do semear. Um coração puro é estabelecido através dos pensamentos e motivos justos e as mãos limpas através de ações frutíferas de retidão diante de Deus e dos homens. A geração apostólica é aquela que ao adquirir esta pureza de coração e compreende a necessidade de permanecer nela. Para isso é necessário está atento as situações que afastam o coração do homem do coração de Deus: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem às fontes da vida.” (Pv 4:23) O mantimento das fontes da vida é oriundo do coração, assim sendo não se pode descuidar desta fonte. “Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.” (Lucas 12:34) 1. Coração preso a um decreto ou a um sentimento: Esta é a primeira situação que deve ser observada. Muitas pessoas perderam a inocência do coração que agrada a Deus por estarem com suas almas ligadas a um decreto lançado sobre suas vidas ou mesmo sentimento adquirido ao longo da dela. Veja o caso de Gideão que Levava consigo o estigma de um decreto proferido sobre sua família. Carregava também o sentimento de descrédito que pairava sobre sua casa e sobre sua história. Todas as decisões que ele teria que tomar era diretamente influenciado pelos nutrientes que alimentavam o seu coração. Desta forma Gideão jamais poderia permanecer na presença de Deus, pois quando o ser humano está com o coração preso a um decreto ou sentimento a fonte de sua vida é contaminada e o alimento da sua Alma e do seu Espírito é corrompido, gerando assim um sentimento de incredulidade. “E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai.” (Jz 6:15b) O coração de Gideão somente pôde agradar a Deus quando aceitou mudar a substância que alimentava a sede de suas vontades e decisões, passou acreditar de forma incondicional na Palavra de Deus. “Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso.” (Jz 6:12) 2. Coração preso ao pecado: Outra situação que afasta o coração do homem do coração de Deus é maneira como ele lida com o pecado. Em Hebreu 12:14 nos é ensinado que devemos seguir em paz com todos e a santificação sem a qual ninguém verá a Deus. Se a fonte que sustenta a vida de uma pessoa esta associada ao pecado o seu coração não pode receber o selo do Espírito Santo que assegura a pureza e santidade. Vale ressaltar que quando o cristão estaciona na zona de conforto ele é tomado pelo pecado do desânimo e da falta de motivação, cujo fruto é a improdutividade no Reino Celestial e na vida ministerial. “Se eu atender à iniqüidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá” (Sl 66:18) É essencial na vida de um líder a determinação em continuar crescendo, em alguns momentos de forma mais acelerada em outros de forma mais acentuada, porém o alvo é a estatura do varão perfeito, Jesus Cristo. “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.” (Efésios 4:13) Este sim tem que ser o combustível presente no coração de um líder, uma vez que é essencial para adentrar e permanecer na presença de Deus. “Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.” (Sl 73:1) 3. Mão limpas: “Susana Wesley, mãe de John Wesley o líder precursor do movimento metodista, foi uma das grandes mães da história. Um dia, uma de suas filhas quis fazer algo que, embora não muito ruim, não era correto. Ao tentar demonstrar à filha que seu desejo não era bom, sentiu que a mesma não ficou plenamente convencida. Mais tarde, Susana e a filha sentaram-se perto da lareira que, naquele momento, estava apagada. Virando-se para a filha, e apontando para o local do fogo, disse: "Pegue aquele pedaço de carvão que está bem em cima.” “Eu não quero, mamãe," respondeu a menina. "Pode pegar," continuou a mãe, "o fogo está apagado, não queimará você."Eu sei que não me queimará, " respondeu a filha, "mas minha mão ficará enegrecida." "Exatamente," disse Susana Wesley. "Aquele prazer não lhe queimará, mas enegrecerá você. Deixe-o para lá." Os líderes de uma Geração Apostólica não podem ser tomados por uma “ingenuidade maligna” que os faça subestimar as atitudes pecaminosas por mais simplórias que possam parecer. “Apenas uma mentirinha não me trará problema!” “Uma fofoca, uma piadinha aqui outra ali, que mal há?”. Acreditar que atitudes semelhantes a estás não distanciam os céus de você, é um terrível engano, logo que o fruto do trabalho de suas mãos passa a ser um fruto defeituoso, por isso desprezado pelo Senhor . Lembre-se Caim também trabalhou, produziu e ofertou, porém suas mãos estavam contaminadas por um fruto defeituoso, por isso foi rejeitado por Deus. Permanecer com as mãos limpas significa não negociar os princípios Bíblicos. Conclusão: Como podemos adentrar ou mesmo permanecer na presença de Deus se Lhes oferecemos um coração preenchido por nossos conceitos e primazias, desprezando muitas vezes as prioridades de Deus e ainda colocamos uma placa: “Proibido Mexer!” O cerne do homem foi criado como altar do Senhor, porém muitas pessoas sustentam a sede de suas vontades em si mesma. É necessário que você esteja muito atento quanto aos frutos que suas mãos têm produzido. Permaneça com suas mãos limpas e seu coração puro, para que Deus seja glorificado a todo tempo em sua vida. VIA GRITOS DE ALERTA Postado por Bispo Roberto Torrecilhas às 03:39

Exibições: 61

Comentar

Você precisa ser um membro de Uniao de Blogueiros Evangelicos para adicionar comentários!

Entrar em Uniao de Blogueiros Evangelicos

© 2014   Criado por UBE/Administrador.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço